Vamos falar do Pulga

Há uma melodia assombrosa que perpassa todo o trabalho de Pulga, que o distingue.

Suas técnicas de montagem revelam uma competência que só pode vir do talento que foi colocado em prática – seu trabalho exalta a introspecção, aplicação e busca.

As peças, muitas vezes enormes, podem ser repentinamente justapostas a outras habilmente posicionadas para sacudir os sentidos, uma experiência que Pulga gosta de expor, que nos traz um choque para os sentidos e que atrai o espectador para um olhar mais atento, para ser recompensado pelas mudanças mais sossegadas no humor efetuadas pelo uso magistral de peças metálicas ou madeira esculpida que nos leva de volta a uma sensação de segurança.